I'm sweet fucking.
Seguindo o coração, mas levando o cérebro junto!
1 2 3 4 5
THEME POR PROMISSE | + +
“Que Deus me perdoe pelas vezes que só reclamei dos meus pais, sabendo que tanta gente luta por encontrar os seus. Que Ele me perdoe por reclamar de toda minha família, sabendo que tanta gente luta pra ter uma. Que Ele me perdoe pelas vezes que com tantas opções de comida, eu ainda assim reclamei, sabendo que tantas pessoas queriam ter ao menos uma das opções. Que Deus me perdoe pelas vezes que reclamei de minha vida, mesmo sabendo que tanta gente luta por uma.
Uma parte de minhas orações, Laura Mello. (via legitimei)

Há 16 horas · 179 notas · reblog
originally legitimei · via legitimei

“Só tenho esperado uma única coisa de você nos últimos dias, que me pergunte se estou bem, que assim poderei contar tudo o que está acontecendo, a dor que estou sentindo e como foram horríveis meus dias, isso tudo com a esperança de no final você dizer que vai cuidar de mim e fazer como fiz da vez em que esteve mal. Nem que pra isso, pergunte de meia em meia hora o que estou sentindo, se já me cuidei ou o que fiz no dia. Não importa o que faça e como faça, só quero que cuide de mim. Pois é isso que qualquer pessoa espera, cuidar e ser cuidada.”
Epístolas para Ben. (via rubidea)

Há 16 horas · 515 notas · reblog
originally rubidea · via rubidea

Há 16 horas · 2 809 notas · reblog
originally 1331tt · via 1331tt

Há 16 horas · 476 notas · reblog
originally bolladona · via malandrow


“Porque quando amamos ficamos dependentes um do outro, por isso sofremos tanto na hora da separação, porque sabemos que ficará um vazio que nunca mais se preencherá.”
Bukowski. (via libertas-te)


“Não sou ninguém importante, apenas um homem comum, com pensamentos comuns. Eu levo uma vida comum. Nenhum monumento dedicado a mim. Meu nome logo será esquecido. Mas em um aspecto, eu obtive sucesso como ninguém jamais teve. Amei alguém de coração e alma. E isso sempre foi o bastante pra mim.”
Diário de uma Paixão.  (via mists)

“Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo. De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. O romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance. Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando, porque embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.”
Luis Fernando Veríssimo.    (via frasesmalfeitas)

“Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo. De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. O romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance. Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando, porque embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.”
Luis Fernando Veríssimo.    (via frasesmalfeitas)

“Eu queria ser seu último amor. Mas sabia que não era. Sabia e a odiava por isso. Eu a odiava por não se importar comigo. Eu a odiava por ter me deixado naquela noite. E odiava a mim mesmo por tê-la deixado ir embora, porque, se eu tivesse sido suficiente, ela não teria querido ir embora. Simplesmente teria se deitado comigo, conversado e chorado. E eu a teria ouvido e teria beijado as lágrimas que caíam dos seus olhos.”
Quem é você, Alasca?  (via garotaesuasfases)

“Por medo das partidas, tem gente que não deixa ninguém chegar.”
Lucas Silveira. (via auroriar)

“Não desanima filhinha. Eu sei dos teus problemas, das tuas angústias. Conheço o teu coração, os teus aflitos. Sei quantos fios de cabelo você tem. Zelo por sua vida todos os dias. Estou ao teu lado, em cada passo, cada caminhada, te protegendo do inimigo. E por mais que às vezes se sinta só, estou contigo. Por isso sorria e sinta o meu amor por você. O meu sentimento por ti é o único sentimento puro e verdadeiro que existirá. Te amo !
, do seu Pai do Céu !”
— (via escolhoteadorar)